domingo, 6 de março de 2016

"Te Quiero" também é zumba

E não é só canção indispensável nos karaokês: "Itoshi no Te Quiero", hit de Kiyoshi Hikawa (que faz par com "Otokobana"), também faz parte da zumba (conforme sugeri). Vamos recapitular o que postei no podcast - e o que eu vou explicar neste blog!

"ITOSHI NO TE QUIERO": O RHYTHM KAYŌ MAIS QUENTE (E BEM SUCEDIDO)

Depois de "Tokimeki no Run'ba" (2009), "Nijiiro no Bayon" (2010), "Jōnetsu no Mariachi" (2011) e "Manten no Hoshi" (2013), o próximo rhythm kayō foi mesmo "Itoshi no Te Quiero" (2015). Composta por YORI e Ryōko Hashizume, "Te Quiero" é uma canção de amor, mesmo com tons dramáticos e uma pitada de paixão (de acordo com Kiyoshi Hikawa, que gravou essa música do início ao fim). A música foi lançada (junto com a bem sucedida "Otokobana") em 29 de setembro de 2015 no Japão.




O CLIPE "MEIO-CALIENTE, MEIO-DANÇANTE"

Como já falei nas postagens anteriores, o clipe da canção "Itoshi no Te Quiero" foi filmado no Studio AS no Japão (e tudo produzido!), combinado a elementos sensuais (repare pelo close como Kiyoshi aparece sem camisa duas vezes) e mais dançantes (os dançarinos que vão dançando e coreografando atrás de Kiyoshi na sequência são ótimos também). Por mais "flamboyant" que seja, o clipe fez sucesso entre as fãs (a maioria mulheres que gostam de enka, kayō e até J-pop, na faixa etária de 16 a 35 anos e acima de 36, que querem ser como a garota "Te Quiero" - uma delas é Yuuko Madokoro, que vive no Japão). 

"TE QUIERO DE AMOR": O SINGLE DIGITAL NATIMORTO

Em outubro de 2015, com o sucesso da canção "Itoshi no Te Quiero" de Kiyoshi Hikawa, eu resolvi fazer uma versão lusófona da canção. Para aperfeiçoar mais a temática, gravei minha versão dessa música: "Te Quiero de Amor".

PREPARATIVOS

Eu iria criar o conceito de produzir o clipe da música. Eu mesma iria trabalhar com os figurinos do clipe. Eu já tinha as fotos promocionais da música, mais o resto do material da canção "Te Quiero de Amor". O lançamento da música em digital e a estreia do clipe musical estavam marcados para 14 de janeiro de 2016.

CESSE TUDO: UM RITMO PRA LÁ DE LATINO TOMA CONTA DA GALERA

Após cantar "Itoshi no Te Quiero", Miyuki Endo adorou cantá-la toda - mas "deletou-se" do Facebook três dias depois. Yuuko Madokoro tentou votar na música "Itoshi no Te Quiero" de Kiyoshi Hikawa na enquete do site do evento Japan Record Awards, em dezembro de 2015. A essa altura, Kiyoshi Hikawa já estava apresentando "Itoshi no Te Quiero" no 57º JRA, às pressas, porque tinha que apresentar "Otokobana" no 66º NHK Kouhaku Utagassen na noite seguinte. Ainda assim, "Itoshi no Te Quiero" foi indicado e o vencedor do JRA foi mesmo "Unfair World" do Sandaime J Soul Brothers from EXILE TRIBE. O motivo? Acabava de ser lançado o DVD "Zumba Fitness Exhilarate" (set de 9 DVDs), bem com os CDs duplos (e downloads digitais) de zumba, cujo ritmo do momento apresenta um jeito inteiramente novo e atual de dançar zumba nas academias - e fora delas. Com o estranhamente quase-erótico "Itoshi no Te Quiero", dificilmente a mesma canção cuja letra menciona "koyoi omae no te quiero" estaria à altura do ritmo contagiante criado pelo colombiano Beto Perez. 

MEIA-VOLTA, VOLVER! 

Eu já tinha o material da canção "Te Quiero de Amor" planejado, quando veio a bomba: alguém concluiu que eu não estava pronta pra cantar essa música "Te Quiero de Amor" (porque optei cantar a bem-sucedida "Otokobana") e decidi cancelar o lançamento do digital e do clipe. Eu teria que engavetar o enredo e todo o material contendo a música "Te Quiero de Amor". A boa notícia é que a música de Kiyoshi Hikawa, "Itoshi no Te Quiero", seria, dessa vez, uma música kayō-zumba, ou seja, uma música que será parte da trilha sonora da zumba. 


Imagine como será a capa do digital dele (e na edição Zumba Edition) quando a música bombar por aqui!