sábado, 31 de janeiro de 2015

Tatianna Raquel Podcast Episódio 38: "Duelo de príncipes da música euro-asiática"

Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog. Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet. 
Bom divertimento! 

Tá na hora do duelo de príncipes! Escolhi 2 príncipes - o da Voz de Golfinho (Rússia) e o do Enka (Japão) pra ver quem é o mais bonito pela voz. Princesas, façam suas apostas: tá armada a arena virtualmente real no estilo Matrix. (Atenção: o duelo inusitado  é só pras Japa Girls boas de enka!) Bora escolher! 

VITAS
Nome: Vitas "Vitáliy" Vladasóvitch Gratchyov
Codinome: Vitas
Data e local de nascimento: 19 de fevereiro de 1979; Daugavpils, Letônia (ex-RFSS da Letônia)
Apelido: Príncipe da Voz de Golfinho

Vitas começou com Ópera nº 2 em 2000, o que chamou atenção do público russo. Seis anos e meio depois, depois de ter lançado a sua Lucia de Lamermoor (em que a voz de Vitas alcança até 5 oitavas e meia), foi convidado a participar de várias turnês em toda a China; suas turnês chinesas duraram quase oito anos. Nesse meio-tempo, Vitas ia ter uma turnê no Japão, o governo japonês recusou, ao perceber que um russo não podia cantar em arquipélago japonês com uma voz de contratenor (fato inédito!). Pior: no ano passado, Vitas ameaçou todo mundo: a polícia, sua esposa… 

Resultado: Vitas, tu se ferrou bonito! Por essa romena se apaixonar por você…! (Uma ōtone cuja mãe dela é fã de enka; Tokyo, Japão)


KIYOSHI HIKAWA
Nome: Kiyoshi Yamada
Codinome: Kiyoshi Hikawa (sobrenome dado em homenagem ao nome do navio NYK Hikawa Maru por Beat Takeshi)
Data e local de nascimento: 6 de setembro de 1977; província de Fukuoka, Fukuoka, Japão
Apelido: Príncipe do Enka

Kiyoshi estreou em fevereiro de 2000 com Hakone Hachiri no Hanjirō e prosseguiu com Ōi Okkage Otojirō. E foi com Kiyoshi no Zundoko Bushi que ele virou fenômeno e passou a ser conhecido como o Príncipe do Enka. Desde aquele dia ele nunca mais parou: continua em frente! 20 álbuns da série Enka Meikyoku Collection e inúmeros CDs e singles depois, Kiyoshi, depois de fazer sucesso com as mais recentes, Ohtone Nagarezuki e Choito Kimagure Wataridori, vai lançar no mês que vem (4 de março) seu mais recente CD-single (e a nova música), Sasurai bojō. Ele promete! 

Resultado: Nós te amamos, Kiyoshi! (O público feminino na plateia durante o concerto de Kiyoshi Hikawa) 

Acabaram as apostas, vocês votaram e ei-lo aí! 

A gente escolheu Kiyoshi pra ser nosso principe da canção Príncipe, fique comigo pois sabia que pra mim ele seria a pessoa certa! 


Baixar podcast em Mp3 pelo 4shared

Baixar podcast em Mp3 pelo Mediafire 

Baixar todos os episódios da primeira temporada em Mp3 pelo MEGA 

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

A barcarola do litoral de Genkai

Osshoi!!! Vamos navegar nesse mar! Como já falei na postagem anterior, a galera dos fãs-blogs de Kiyoshi Hikawa no Japão (HK Webry blog e Kuchinashi no Hana) postaram algo sobre "Genkai Funauta" e eu fiquei surpresa com essa notícia!

E pra quem não sabe, saca só: 
Genkai Funauta (玄海船歌; traduzindo "A Barcarola do Litoral de Genkai") foi escrito no final de 2007 por Hideo Mizumori (música) e Yurio Matsui (letra) e lançado no início de 2008 por Kiyoshi Hikawa, que gostou, gravou ela toda e fez dela um hit. "Genkai Funauta" é um tipo de "sequela" ou "continuidade" da canção do ano anterior, "Abayo", dessa vez falando de um pescador e marinheiro e suas aventuras em pleno mar, e não somente das belezas do oceano. A música fez sucesso em 2008, tanto que, cerca de seis meses depois, ganhou sua versão do bom prendedor (daí o título "Genkai Funauta - Tairyō Version). Hoje são 2 versões de uma mesma música cantada pelo mesmo Kiyoshi. (Fiquei apaixonada pela canção além disso!) 





Nesta performance de 29 de janeiro de 2015, Kiyoshi Hikawa interpreta "Genkai Funauta" (ele transcreve de novo o primeiro e segundo versos, como antes) num cenário em alto mar de tirar o fôlego!

Eis aqui a letra da canção pra acompanhar e cantar junto (eu mesma fiz a grafia rōmaji depois do kanji)!

玄海船歌 Genkai Funauta
Letra: Yurio Matsui
Música: Hideo Mizumori
Intérprete: Kiyoshi Hikawa


(Kanji)

出航(でふね)まぎわに あの娘がそっと
俺のこの手に 握らせた
赤い小さな お守り袋
腹の晒(さらし)に 巻きつけて
男なら 男なら やるだけやるたい 気ばるたい
面舵(おもかじ)いっぱい オッショイ… 玄海灘だ

若い苦労は 買ってもしろと
いつもおふくろ 言っていた
泣くな負けるな 弱音を吐くな
辛抱してこそ 花が咲く
男なら 男なら やるだけやるたい 気ばるたい
大漁日和(たいりょうびより)だ オッショイ… 玄海灘だ

船と港は 離れちゃいても
夢は一本 命綱
吼える荒波 逆巻く飛沫(しぶき)
あの娘想えば なんのその
男なら 男なら やるだけやるたい 気ばるたい
取り舵いっぱい オッショイ… 玄海灘だ

(Rōmaji)

Defune magiwani ano ko ga sotto
Ore nokono teni nigira seta
Akai chiisa na o mamori fukuro
Hara no sarashi ni maki tsukete
Otoko nara otoko nara yarudake yarutai ki barutai
Omokaji ippai osshoi... Genkai-nada da

Wakai kurou wa katte moshiroto
Itsumo ofukuro itte ita
Naku na make runa yowane o haku na
Shinbou shitekoso hana ga saku
Otoko nara otoko nara yarudake yarutai ki barutai
Tairyoubiyori da osshoi... Genkai-nada da

Fune to minato wa hanare chaitemo
Yume wa ippon inochizuna
Hou eru aranami sokomoku shibuki
Ano ko omoe ba nannosono
Otoko nara otoko nara yarudake yarutai ki barutai
Tori kaji ippai osshoi... Genkai-nada da


quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Pra começo de conversa…

Ouvi a galera japa dizer há cinco dias que a nova música de Kiyoshi Hikawa, A afeição errante (さすらい慕情 Sasurai bojō), vai ser lançado em 4 de março (a mesma data em que Man from Atlantis completará 39 anos). Fiquei surpresa em saber da novidade. E sem essa de "Vitas vai lançar a nova música pros fãs", "Vitas vai fazer isso", "Vitas vai fazer aquilo", "Vitas vai fazer aquilo outro": quando a música nova do Kiyoshi-san for lançada, vou ouvir e postar ela toda na íntegra! Te cuida, Kaori Mizunori (porque Sergey Pudovkin encomendou reforço policial e o Sr. John Nagara promete coisas novas pra galera enka)! 
Por falar neles, sábado dia 31 vou postar no meu blog o episódio do meu podcast: "Duelo de príncipes da música euro-asiática", cujo tema é dois príncipes de estilos diferentes (lembra da postagem anterior que eu fiz?)! Cruze os dedos!

À sua disposição para mais novidades e coisas novas,
Tatianna Raquel


sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Tatianna Raquel Podcast Episódio 37: "Um hit parade fabuloso: o Top 5 com temáticas diferentes"

Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog. Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet. 
Bom divertimento! 

Aqui no podcast do meu blog, vamos estrear o Top 5 das músicas selecionadas - pela primeira vez e a partir de hoje. Comecemos com as temáticas, dessa vez algumas diferentes uma da outra (em ordem descrescente).

- 5º Lugar: "Mysterious Days" (Sarah Brightman)
Temática: As Mil e Uma Noites
Oriunda do CD Harem (2003), essa música tem um clima das Mil e Uma Noites, quanto mais sedutor e misterioso melhor, ponto extra se for vindo do Oriente Médio. Com base na mesma citada acima que Sherazade contou e escreveu para o povo árabe, a mesma temática (e o CD Harem) também influenciaria outros tantos trabalhos na multimídia estrangeira, como as músicas "Caravan" (2005) - do CD A Capital dos Vislumbres: As Doze Canções Enka Tocadas! (Enka Jūnikan Shōbu! Omokage no Miyako, 2005), visto sendo a faixa 4 do CD (também disponível em digital) - e "Nijiiro no Bayon" (2010, neste clipe, vemos o misto das Mil e Uma Noites com um clima de celebridade em grande estilo iridescente!), ambas cantadas por Kiyoshi Hikawa, bem como várias músicas com El ar'bi ("O árabe", 1992) do Khaled, entre outras. Quem banca Jasmine da história de Aladdin vai se surpreender!
- Para ouvir lendo: Noites da Arábia nos Olhos de Marsinah da minha autoria e as histórias das Mil e Uma Noites, incluindo Aladdin e Ali Babá e os 40 Ladrões, bem como Sherazade

- 4º Lugar: "Ptitsa Schast'ya (O Pássaro da Felicidade)" (Aleksandra Pakhmutova - intérprete: Vitas)
Temática: A felicidade que abrange tudo
A famosa peça do escritor belga Maurice Maeterlinck (1862-1949), O Pássaro Azul (L'oiseau Bleu, 1908), que teve não menos que várias adaptações cinematográficas e tudo, talvez tenha base na famosa canção de 1980, "O Pássaro da Felicidade" ("Ptitsa Schast'ya), que Aleksandra Pakhmutova (a compositora russa de todos os tempos) fez com seu marido Nikolai Dobronravov no meio daquele ano para o filme O Sport, Ty - Mir! (também de 1980). A canção fez muito sucesso na ex-URSS (hoje Rússia e CEI) e até hoje teve inúmeras regravações, inclusive a bem sucedida versão do cantautor, ator e fashion designer Vitas, cuja mesma canção também fez sucesso inesperado na China em 2006. Ela fala do pássaro da felicidade, que sobrevoa em busca de um futuro melhor e que nos faz felizes - de uma forma fabulosa - e que abrange todas as províncias do país dos sonhos e da realidade. (Convém lembrar que a música baseia o livro da minha autoria, O Pássaro da Felicidade, escrito e pronto três décadas depois.) A temática e música foram tantas que, 34 anos mais tarde, Kenji Miyashita e Toshiya Niitani pegaram uma carona na inspiração nesse pássaro da felicidade, dessa vez de uma forma diferente: compuseram, na primavera de 2014, uma música que fala de um bando de pássaros migratórios sobrevoando o Miho no Matsubara (perto do Monte Fuji) aproveitando a natureza em seu esplendor. O resultado foi Choito Kimagure Wataridori, cantada por Kiyoshi Hikawa, que se tornou um sucesso (o single foi lançado em setembro de 2014 e o CD com essa música - Enka Meikyoku Collection 20: Choito Kimagure Wataridori - dois meses depois. Em 19 de novembro do mesmo ano). Quem gosta de apreciar o pássaro da felicidade é muito feliz. 
- Para ouvir lendo: O Pássaro da Felicidade da minha autoria e O Pássaro Azul de Maurice Maeterlinck 

3º Lugar: "Kan'pai!" (Kiyoshi Hikawa - composição de Tsuyoshi Nagabuchi)
Temática: A influência na cultura japonesa
Em 1980, o cantautor Tsuyoshi Nagabuchi lançou outra bem conhecida e clássica canção popular japonesa,"Kan'pai!", que ele escreveu para o casamento de seu amigo. Ele apareceu pela primeira vez no álbum auto-intitulado de inéditas e como um único, mas gradualmente se tornou famoso em todo o país. Em 1988, ele gravou uma nova versão para um único e tornou-se seu segundo hit # 1 na parada de singles. Ao longo dos anos, vários artistas a regravaram (e a música foi destaque do Uta no champion dos programas Japan Pop Show e Imagens do Japão com Rosa Miyake respectivamente, tanto que me serviu de música-tema do livro Riyu Tyango, o Astro do Dragão - alusão aos encantos do Japão - a partir daí!) e em 2002 o cantor Kiyoshi Hikawa regravou ao vivo a música "Kan'pai!". Em 2007, Kiyoshi regravou ao vivo essa mesma música de Tsuyoshi Nagabuchi, "Kan'pai!", especialmente para essa ocasião, visto sendo a sua nova versão definitiva. "Kan'pai!" significa "à nossa!" (literalmente: "brindemos!", ou "vamos brindar!") em japonês. Quem é nikkei (e de descendência japonesa) vai poder relembrar os bons momentos em plena Terra do Sol Nascente.
- Para ouvir lendo: Riyu Tyango, o Astro do Dragão da minha autoria e alguns livros sobre o Japão e sua cultura em geral


2º Lugar: "Melô do Marinheiro" (Herbert Vianna e os Paralamas do Sucesso)
Temática: Marujos, navios e outras histórias náuticas
Depois de "Sailing on the Tide" do falecido Tony Peluso (que influenciou o conto da minha autoria, O Marujo das Marés), foi a vez de Herbert Vianna e os Paralamas do Sucesso estourarem com sua "Melô do Marinheiro" ("Entrei de gaiato no navio, uou!/Entrei, entrei, entrei pelo cano…), hit de 1986. Todo mundo até decorou a letra da música e cantou junto (corretamente) e a música, que tem histórias náuticas como temática, influenciou até filmes, seriados de tevê, livros (como O Marujo das Marés, a qual acabei de escrever no meio dos anos 90) e até músicas nacionais e estrangeiras, como "Abayo" (composição de Yasutaroh To e Yurio Matsui, cantada por Kiyoshi Hikawa; hit de 2007) e "Marujo" (hit da banda Chimarruts em 2014) - tudo decorado com leme, âncora, sereias, estrelas-do-mar, conchas… pra enriquecer o lance tanto náutico quanto submarino. (Um rápido aparte: em 9 de maio de 2007, quando 2 possíveis singles de Kiyoshi Hikawa foram simultaneamente lançados, "Kiyoshi no Sōran Bushi" já tinha conseguido um sucesso garantido, e  "Abayo" - contrário aos outros singles de outros artistas - foi além, ficando exatamente em segundo lugar entre as 20 mais na parada japonesa, uma posição acima de "Kiyoshi no Sōran Bushi", que ficou em terceiro. Como resultado, "Sōran Bushi" se tornou o "number-three-hit", "Abayo" o "number-two-hit", daquele mesmo ano.) E não é a toa que o sereismo e histórias náuticas se fundem! Quem é "marinheira de primeira viagem" ou sereia urbana, vale a pena curtir a melodia marítima e sereiar por aí!
- Para ouvir lendo: A Pequena Sereia de Hans Christian Andersen, Sea Fever de John Masefield, O Marujo das Marés e A Garota do Fundo do Mar, ambas da minha autoria

1º Lugar: "Dream a Dream" (Charlotte Church dueto com Billy Gilman)
Temática: O primeiro amor além da fantasia
Com base em Pavane de Fauré, "Dream a Dream" é uma bonita canção que fala da menina e seu primeiro amor que, através dos sonhos, viajam a uma terra encantada sob a noite enluarada e estrelada, chamada Campos Elíseos ("Elysium", na letra original). (Era para Sarah Brightman ter cantado ela toda, mas estava ocupada devido às gravações do CD La Luna e a música coube a Charlotte Church, que fez dueto com Billy Gilman, hoje um bem sucedido cantor de música country.) A música foi lançada em 2000 (Liriel a regravou com Priscila Caprit sete anos depois) e fez sucesso não só nos dois lados do Atlântico, mas também no Japão e Austrália e a letra é cheia de sonho e fantasia que encanta o primeiro amor de ambos. As meninas que gostam dessa canção sonham com seu primeiro amor, vivem um conto de fadas com seu namorado ou relembram o primeiro amor além do sonho e da fantasia.
- Para ouvir lendo: Meu Jeffrey Jones da minha autoria e alguns livros românticos de conto de fadas ou fantasia que falem do primeiro amor de dois amantes pré-adolescentes

Se gostaram do Top 5 sobre músicas temáticas, qual musica você mais marcou sua vida, qual temática essa música representa pra você e por que esta mexeu com seu coração? Deixe seu comentário nas redes sociais:
No comentário da postagem da minha fanpage do Facebook:
http://www.facebook.com/TatiannaRaquelPage

No comentário do tweet do meu Twitter:
http://twitter.com/Tatianna_Raquel

No comentário da postagem no meu Instagram:
http://www.instagram.com/tatiannaraquel 

E eu vou postar sua música escolhida na próxima postagem! 
Cruze os dedos!



Baixar podcast em Mp3 pelo 4shared

Baixar podcast em Mp3 pelo Mediafire

Baixar todos os episódios da primeira temporada do podcast em Mp3 pelo MEGA


quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Tatianna Raquel Podcast Episódio 36: "As quentes do NHK Kōhaku Uta Gassen 2014"

Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog. Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet. 
Bom divertimento! 


O 65º Kōhaku Uta Gassen da NHK bombou! Inúmeros astros da música popular japonesa estiveram lá no NHK Hall para uma apresentação de fim de ano para abrir 2015 com o pé direito. A gente foi dar uma conferida no que rolou no outro lado do mundo, na Terra do Sol Nascente!



Esta é a 26ª edição do Kōhaku na Era Heisei, que começou com Utaō! 
Oomisoka wa zen'nin sanka de! (Cante! Todos se unem na véspera do ano novo!) - o tema principal - , dando início a este festival do vermelho e branco (Nota: a cor branca, presente no Tipo-A da capa do CD de Kiyoshi Hikawa, "Enka Meikyoku Collection 20: Choito Kimagure Wataridori", lançado em 19 novembro de 2014, e a cor vermelha, presente no Tipo-B da capa do mesmo CD citado acima, têm uma forte e curiosa ligação com as duas possíveis cores do Japão, bem com as duas cores de cada duas equipes: a equipe masculina shirogumi e a equipe feminina akagumi, pertencentes ao Kōhaku) - e põe vermelho e branco nisso! Foram 4 horas e 25 minutos de festa, música e muita balada para todos os gostos! 
Vamos conferir a lista completa dos artistas que participaram do programa musical especial de final de ano da NHK?


Traduzido para o português (fonte:
http://www.mithril.com.br/ ) 

Originalmente em japonês

De todas as minas da equipe akagumi, mencionemos AKB48 (7), Kaori Mizumori  (12) e as E-Girls (2). E de todos os caras da equipe shirogumi, mencionemos Arashi (6), V6 (estreia) e, claro, Kiyoshi Hikawa (15). Todos os que a gente mencionou são destaque do Kōhaku. 
Quer mais? 

Yuriko Yoshitaka e os rapazes do Arashi

Os superstars do Enka/Kayōkyoku de todos os tempos: eles também arrasam até hoje no Kōhaku Uta Gassen! 

E não é só de J-pop: o Kōhaku, por ser tradicional, tem enka e kayōkyoku. Tem 12 de seus astros da música popular japonesa (e eles se apresentaram lá!). Deles, vou falar dos dois, mais adiante. Mas antes, vamos falar ainda sobre o que rolou.

As mulheres da equipe akagumi e os homens da equipe shirogumi batalharam a noite inteira com suas músicas (até os jurados decidiram quem ia ganhar essa disputa musical). Até quem acompanhou o festival pela internet ou pelo aplicativo NHK Kōhaku também votou!

Agora vamos falar dos dois astros da música popular japonesa: o Príncipe e a Embaixatriz do Enka!

Kiyoshi Hikawa (representando a equipe shirogumi):
Com 15 anos de carreira, 20 CDs da série Enka Meikyoku Collection e inúmeros CD-singles e digitais, o cantor de apenas 37 anos se deu bem em sua belíssima performance da música Choito Kimagure Wataridori e levou a plateia ao delírio - e em grande estilo! 
Veja só que linda essa performance-encenação com Kiyoshi vestindo um traje via que idêntico ao que ele veste no clipe da música! 






"Vamos dizer o seguinte: o que vai ser cuidadoso durante o percurso? Vá depressa pra lá e viaje um pouco com quem você gosta!" -"
Choito Kimagure Wataridori", Kiyoshi Hikawa

Kaori Mizumori (representando a equipe akagumi):
Com 12 anos de estrada (três a menos que seu amigo e parceiro Kiyoshi Hikawa), a Musa do Enka interpretou seu hit, Shima Koi Tabi (que ganhou o Nihon Yūsen Taishō deste ano junto com Choito Kimagure Wataridori de Kiyoshi Hikawa - as duas músicas ganharam pela primeira vez!), em que, durante a performance-encenação, há uma transição incrível de cores, de branco para vermelho, representando a paz e o amor. Um espetáculo lindo de se ver.
Veja só que beleza!




Nossa!

(Um rápido aparte: Kiyoshi Hikawa e Kaori Mizumori são parte do grupo Nagara Productions - Nagara Group - e são colegas, amigos e parceiros de longa data.)

"Caraca, o time tá ganhando!"

Depois de cerca de quatro horas, os jurados (e internautas) decidiram quem ia ganhar: a equipe akagumi ou a equipe shirogumi. Pouco depois, o resultado final: a equipe vencedora é…

Equipe shirogumi, representando os rapazes! É a segunda vez que os caras ganharam o 65º Kōhaku Uta Gassen! Meus parabéns a esses rapazes do time branco! 

Kiyoshi também ganhou, junto com seus amigos da equipe shirogumi, o Kōhaku Uta Gassen de 2014. Meus parabéns, Kiyoshi-san! 

O 65º NHK Kōhaku Uta Gassen terminou com a música que encerra o festival, Hotaru no Hikari. Foi um evento visto por um monte de gente e um espetáculo maravilhosamente estupendo!


Baixar podcast em Mp3 pelo 4shared


Baixar podcast em Mp3 pelo Mediafire


Baixar todos os episódios da primeira temporada do podcast em Mp3 pelo MEGA