quarta-feira, 23 de julho de 2014

Tatianna Raquel Podcast Episódio 25: "Você vai ouvir falar de Kiyoshi Hikawa!"

Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog. E o meu podcast agora chegou à segunda temporada 2014/2015! Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet. 
Bom divertimento! 

Essa é pra quem gosta de música popular japonesa, de Enka, que todo Nikkei adora também! E você sabe o que é Enka? Enka é a música tradicional japonesa. Como muitas músicas oeste americano, o enka usa os instrumentos tradicionais japoneses em um estilo musical que acompanhou os japoneses durantes um período de incertezas e temores. O estilo Enka tem sido popular entre os mais velhos; entretanto, não era bem aceito entre os adolescentes, até que Hikawa entrou em cena. Hikawa se tornou um dos mais jovens e populares cantores de Enka da história, graças a sua voz forte e beleza que é cada vez mais popular entre a juventude japonesa.
E falando nisso, hoje vamos falar de um dos nomes da música popular do Japão: Kiyoshi Hikawa. Artista renomado em seu país de origem, ele é bastante conhecido por suas canções Enka e a forma como ele sabe cantar e interpretá-las com força e melodia. De todos os seus hits, a canção Kiyoshi no Zundoko-Bushi (Samurai "Zundoko" de acordo com Kiyoshi), além de ser sua canção-assinatura, virou sua marca registrada.

(Execução da música "Samurai Zundoko de acordo com Kiyoshi" - título original: "Kiyoshi no Zundoko-Bushi") 

Kiyoshi Hikawa (氷川きよし Hikawa Kiyoshi(Fukuoka6 de setembro de 1977) é um cantor japonês do gênero Enka. Nascido Kiyoshi Yamada (sim, você entendeu direito!), ele era estudante de ensino médio quando se interessou pelo estilo enka. Ele decidiu se tornar uma cantor de enka, quando ele descobriu que o seu canto de canções tradicionais teve um efeito sobre os moradores das casas de repouso que ele visitou. O grande sucesso de Hikawa foi em 1994, quando cantou Kita no Hou no "Star wa kimi da". Em 1995, Kiyoshi realmente marcou presença com Otoko no Umi (O mar de um homem). A performance desta canção atraiu a atenção do compositor Hideo Minamoro, quem tornou Hikawa o mais novo homem "mentor". A performance de Hikawa em 1996 em "Ookawa Ongakusai" no Music Festival, ganhou o prêmio naquela competição. No mesmo ano, Hikawa graduou na universidade de Hukuoka Daiichi, a mesma escola conhecida de J-pop em dueto com Chage e Aska. Depois de graduado, Hikawa viajou para Tokyo durante três anos para estudar Minamoro. Em 2000, Hikawa Kiyoshi realizou seu 1°single, Hakone Hachiri no Hanjiroh, o qual popularizou a frase: “yadanettara yadane” (algo como: "Eu estou dizendo Não!!"). De fato, a frase tornou-se tão comum que ganhou o prêmio Ryuukougo Taishou. "Hakone" é um extremo bom exemplo do talento de Hikawa. Ambas as composições instrumentais e a voz forte dele são excelentes exemplos de sua marca. Ele seguiu com "Hakone" e mini-álbuns em junho e outubro de 2000. Foi no mesmo ano que seu nome artístico foi dado por Takeshi Kitano, também conhecido como "Beat Takeshi", da dupla cômica do filme Two Beat. O diretor de cinema japonês, o comediante e apresentador de televisão também foi um dos primeiros apoiadores de Hikawa Kiyoshi. Lançou seu 2°single, Ooi Okkake Otojiroh em fevereiro de 2001. O primeiro álbum, Hikawa Kiyoshi Enka Meikyoku Collection Ooi Okkake Otoijiroh~Seishunhen, saiu em junho de 2001. Desde então, ele tem feito 6 álbuns, 3 mini-álbuns, 9 vídeos e 1 DVD. Hikawa Kiyoshi tem fascinado os fãs japoneses por muitas razões. A boa aparência dele atrai muitos fãs, incluindo mulheres de meia-idade, que formam multidões. A força e a voz melódica tem feito-o ser amado pelos fãs tradicionais de enka, sua habilidade tem encantado inclusives os jovens japoneses. A música de Hikawa é algo extremamente japonês, assim ele é virtualmente desconhecido nos Estados Unidos. Em 2002, Hikawa lançou seu single Kiyoshi no Zundoko-Bushi e ao mesmo tempo seu álbum Denka: Hoshizora no Akiko (A Constelação: O Filho Outonal do Céu Estrelado), cuja temática são as estrelas, e entre 2003 e 2004 Hikawa lançou Kiyoshi no Dodon'pa e Omokage no Miyako (Cidade vislumbrante). Em 2005 lançou o single Hatsukoi Ressha (Expresso do primeiro amor), a qual tornou-se o primeiro single a ficar nas paradas na Oricon e em 2006 ele ganhou o Grand Prix prêmio por sua canção Ikken (Uma espada só). (Falando nisso, vamos escutar "Rumba Palpitante", lançada em 2009.)

(Execução da música "Rumba palpitante" - título original: "Tokimeki no run'ba") 

Momento Lyrya:
Mano Lev Misha e eu fomos ao Japão no verão de 2013 e fomos assistir ao concerto de Kiyoshi Hikawa em Tōkyō. Aquela voz linda e poderosa dele era forte e sua beleza é de tirar o fôlego! Fomos os dois primeiros russos a terem tanta fascinação pela música japonesa dele e, embora não saibamos, acabamos sabendo dele de cara. No intervalo do show, comecei a falar com Kiyoshi-san no idioma dele. Perguntei como ele se chama, ele respondeu: "Kiyoshi desu. Anata? (Sou Kiyoshi. E a senhorita?)". E eu: "Watashi wa Rirya desu (Eu sou Lyrya)". Kiyoshi e eu batemos um papinho e Lev Misha tirou uma foto minha e do Kiyoshi (que me chamou carinhosamente de Lyrya-san)! E quando voltamos do Japão, o CD que trouxemos de lá juntamente com as fotos e tudo foi "Manten no Hoshi" - "A estrela celestial" em japonês. Fiquei fascinada pelo Kiyoshi-san, mas quem diria?!!! 

De 2007 até agora, músicas como Kiyoshi no Sōran Bushi (Samurai da Orquídea Ígnea de acordo com Kiyoshi) ("Yasaeh! En'yah sah-noh dokkoissho!"), Abayo (Eu Estarei Lá) e a contagiante Tokimeki no Run'ba (Rumba Palpitante) estouraram na Oricon, o transformando num superstar do enka. Nijiiro no Bayon (Bayon Iridescente), uma das canções que remete as Mil e Uma Noites como tema, abriu a década de 2010 repetindo o sucesso de seus hits predecessores, assim sendo bem sucedido. De 2011 pra cá, Hikawa deu continuidade aos hits de maior sucesso no Japão, mencionemos alguns: Saigo to Kimeta Hito Dakara (Porque uma Mulher Optou pelo Fim), Shigure no Minato (O Porto da Chuva que Vai e Vem) e Manten no Hoshi (A Estrela Celestial), que vocês vão ouvir agora.

(Execução da música "A Estrela Celestial" - título original: "Manten no Hoshi") 


Cena do clipe musical de Kiyoshi Hikawa, "Manten no Hoshi" (2013)

Cena do clipe musical de Kiyoshi Hikawa, "Ohtone Nagare Tsuki" (2014)


Em 2014, Hikawa comemorou o 15º aniversário de sua carreira: seu mais recente single (também disponível em digital), Ohtone Nagare Tsuki (A Lua que Flui Ohtone), fez o cantor voltar às raízes: dessa vez ele mostra que tem força tanto em sua voz quanto em sua interpretação (e olha que ele veste roupas tradicionais tipo yukata - conforme você vê nas 2 ou 3 fotos acima). Não foi preciso muito tempo e logo Ohtone Nagare Tsuki acabou estourando nas paradas de sucesso no Japão. Hoje aos 37 anos completos em 6 de setembro, o Príncipe do Enka continua indo longe, com suas interpretações. Ele promete! 

Eis aqui os dados sobre Kiyoshi-san:

Nome verdadeiro: Kiyoshi Yamada
Nome artístico: Kiyoshi Hikawa
Apelido: O Príncipe do Enka
Data de nascimento: 6 de setembro de 1977
Signo: Virgem
Lugar de nascimento: Japão, Fukuoka
Tipo sanguíneo: Tipo A
Altura: 1,77m
Peso: 62 kg
Esporte favorito: Tênis
Matérias favoritas: Artes,Ciências e Design Interior
Especialidades: Desenho e artes culinárias
Gravadora: Nippon Columbia
Agência de talentos: Nagara Produções
Data de estreia: Fevereiro de 2000
Single de estreia: Hakone Hachiri No Hanjiroh
Single mais recente: Ohtone Nagare Tsuki

Bem, espero que vocês tenham gostado do 25º episódio do meu podcast, o primeiro desta 2ª temporada, cujo assunto é Kiyoshi Hikawa. Na próxima quinzena tem mais! Enquanto isso, tem mais Kiyoshi na área, com a canção Ohtone Nagare Tsuki (A Lua que Flui Ohtone). 

(Execução da música "A Lua que Flui Ohtone - título original: "Ohtone Nagare Tsuki") 

Baixar podcast em Mp3 pelo 4shared


Baixar podcast em Mp3 pelo Mediafire