quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Hikaru e Momoko: A canção de amor e intenção de assassinato


 

 
E se de repente a fera (ou o príncipe) visse essa garota que brinca, corre, pula, rodopia nos campos ao por do sol?
Em pleno sonho dele, vimos essa moça salvar a vida dessa fera que mais tarde seria humano.
MOMOKO: Vai ficar OK...
 

 

 
O nome dele é Hikaru.
O nome dela é Momoko.
Hikaru ("ele era tão legal!") surge do nada tocando sua flauta, pronto a conhecer (e salvar) Momoko (a mesma garota vista por ele em seu sonho!). Pouco depois, Momoko vai até o carro, conhece Hikaru, os dois se cumprimentam e ele diz:
HIKARU: Desde que eu te salvei, acabo de conseguir o que me deve.
 

 

 
Desde então, Hikaru e Momoko passeiam, se divertem e começam a namorar.
 

 

 
No restaurante mais chique, ao som da melodiosa cítara de Mikis Theodorakis, ela se sente como a Cinderela, contando-lhe detalhes. "Não se preocupe", Hikaru questão-de-fato diz pra Momoko. E os dois vão pro lado de fora, quebrando a janela do restaurante!
 
 
Em seu carrão, Momoko vê o céu estelado. "Hoje a noite foi um máximo", Momoko diz, "mas... você não fala nada de si mesmo." Hikaru diz:
HIKARU: Andei esperando uma garota como você a chegar em minha vida. Há centenas de anos agora.
MOMOKO: Tu é um cara engraçado!
E ela vê uma estrela cadente e faz um pedido a ela. Em seguida...

 
... os dois tentam se beijar, mas não conseguem: Momoko foge do carro e Hikaru, depois de tanto procurá-la, a encontra.
 

 

 
No dia seguinte, Hikaru, mesmo sabendo que ia ser condenado no Vazio Sombrio se fosse traído pelos bandidos (mesmo depois de três dias), tenta reconquistar o amor de Momoko...
MOMOKO: Por que você fez isso?
HIKARU: É porque... eu te quero.
...mas Takeru acaba com Hikaru. E Hikaru de súbito sofre as consequências.
MOMOKO: Hikaru! Aguente firme, Hikaru! Hikaru!
HIKARU: Momoko... Me mate... Por favor, me mate, Momoko!
MOMOKO: O que é isso? Hikaru, por quê?
HIKARU: Eu sempre quis viver em um mundo repleto de amor e luz.
(Vemos de novo Momoko na mesma cena do campo ao por do sol.)
HIKARU: Momoko, minha forma real é...
Sem esperanças - e sem mais tempo -, Hikaru é convertido em Grondogra (que depois é derrotado) e Momoko perde seu amado.
No fim da tarde, Momoko, para superar a perda de seu amado Hikaru, lembra das falas dele: Eu sempre quis viver em um mundo repleto de amor e luz. E começa a tocar em sua flauta a mesma canção de amor, pois a flauta de Momoko pode (e sempre poderá) ser ouvida no reino espiritual longínquo.
Pois como dis Luiz Fernando veríssimo sobre o amor espiritual:
 

 

 
O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando você muda.
 
Só lembrando:
O amor não tem limites. O amor é mais forte do que a morte. O amor dura para sempre.
 
 
Maskman (episódio 34): "A canção de amor e intenção de assassinato" (Veja no Veoh):
 

Watch Hikari Sentai Maskman ep 34 in Entertainment | View More Free Videos Online at Veoh.com