sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Tatianna Raquel Podcast Episódio 53: "Como 'Totalmente Mimi' influenciou Holambra"

Olá, gente! Fala Tatianna Raquel e este é o meu podcast, aqui neste blog. Cada quinzena um assunto diferente pra você ficar bem informado no que rola por aí (acompanha também a versão em áudio, disponível em Mp3 para baixar e escutar no iPod Touch, no iPhone ou no Tablet). (Era pra acontecer no dia 15, mas em virtude da excursão em Holambra, foi adiado para hoje. Ainda assim este é o episódio do meu podcast.) 
Bom divertimento! 


Holambra (SP), a capital das flores, é um lugar famoso pelos moinhos de vento trazidos da Holanda e o cenário da Amsterdam do Século 28 - mencionado no meu conto Mimi: Totalmente Mimi (parte do meu livro Contos e Temas Livres) - tem base nesse (e é sincronizado com o) mesmo conto citado acima. Parece que esse lance de um lance holandês por lá foi previsto por mim há muito tempo.

Como já te contei, a concepção do conto Mimi: Totalmente Mimi começou no inverno de 1994 quando criei a personagem Mimi, mais outros personagens regulares: Royser (que sobreviveu até a versão recentemente revisada e reescrita de 2013, quando tornou-se Voicer), Zak e Plasmind Aurania (recém-rebatizada Plasmid, sem o penúltimo "n"). Vektor só foi criado recentemente, 19 anos depois do rascunho ficar pronto. Ainda durante o projeto, escolhi a Holanda como um país nos confins da União Europeia que serviu de base para um enredo que se passa na capital holandesa de Amsterdã do futuro (Século 28) e que tivesse um clima musical ao estilo The Sound of Music (filme de 1965, vencedor de 5 Academy Awards). O rascunho foi escrito e concluído em 20 de setembro de 1994, as vésperas do início da primavera daquele mesmo ano.
Mimi: Totalmente Mimi se passa na Holanda do Século 28, 745 anos depois do início da era da Internet em 1990 do Século 20. A cor laranja também simboliza a Holanda porque os holandeses usam muito essa cor e ela está presente também nos desenhos gráficos em tons de laranja. Essa cor representa a energia, já que é a segunda cor do arco-íris, bem como a cor vinda da laranja, a fruta cítrica holandesa exportada para vários países internacionais, inclusive aqui. Ainda na Holanda, a cor laranja representa Willem van Oranje (Príncipe de Orange), que fez a Prinsenvlag (Bandeira do Príncipe), na qual se baseia a moderna bandeira dos Países Baixos.

Quando eu escrevi "Mimi: Totalmente Mimi", imaginava como seria a Holanda do Século 28 e a réplica da mesma em Holambra, São Paulo. Essa maravilhosa "premonição" rolou (e foi cumprida) nos anos seguintes quando eu fui a ExpoFlora em Holambra duas vezes (2014 e 2015) ver esse lugar maravilhoso: a que chamo de "Holanda do Século 28". E fiquei feliz com a maravilhosa cena. Em particular, eu senti que a sincronia dos fatos com o conto "Mimi: Totalmente Mimi" era significativa e muito mais do que uma coincidência.
Durante o almoço na Praça da Alimentação próxima ao Palco dos Lírios, fiquei parada e olhei um letreiro na minha frente. Pra mim, o misto de vermelho com amarelo representava a cor laranja e, incrivelmente, o nome da churrascaria era Mimi! Era notável, e o que também impressionava era o fato de o nome ficar a somente poucos metros do Palco dos Lírios e a alguns metros do Palco das Tulipas. Havia, além disso, o fato de que Mimi é um nome bastante incomum, que eu nunca tinha visto escrito em parte alguma, que dirá numa lanchonete! Esse incidente me levantou o ânimo, e eu tirei uma foto do logotipo, como uma lembrança da incrível coincidência. Que bênção!

Durante o passeio a Holambra, tirei umas fotos dos músicos e dançarinos holandeses e registrei bons momentos que eu compartilho com vocês: cada melodia é inspirada no que diz no livro "Mimi: Totalmente Mimi" sobre as laranjas, símbolo da Holanda:

"As laranjas são deliciosas,
Porque nosso povo holandês gostam dela e nós dela degustamos.
É inspiradora,
É puro sabor,
Porque quão gostosas são nossas laranjas, […]
A laranja é a fruta neerlandesa que
Quanto mais eu provo,
Mais me deixa enriquecida."





Da próxima vez que você for a ExpoFlora em Holambra (São Paulo), lembre-se da inspiração no livro "Totalmente Mimi", que, por coincidência, inspirou (e influenciou) a capital das flores!