sábado, 2 de fevereiro de 2013

Uma Mercury Americana

 

Em novembro de 2012, uma semana depois da reeleição do presidente americano Barack Obama, Emanuelle McKay - junto com seus amigos Ryan McThomas, Alex Bevan e Kate Selsby, que também são líderes Kirk tal como Emanuelle - estavam numa boa em Washington D.C. quando de repente Emy (hipocondríaco de Emanuelle, só utilizado por amigos) descobriu no galho de uma árvore um par de luvas longas de cetim, mas com duas cores diferentes: vermelho no braço direito e azul royal no braço esquerdo da luva. As luvas foram deixadas no galho da árvore junto ao bilhete que dizia:

Minha namorada que usava essa luva foi esfaqueada por um maníaco idiota e assassino. Ela morreu no hospital 48 horas depois, mas ela deixou as luvas para a posteridade que te estou enviando para que lhe traga sorte e faça milagres: a luva bicolor estadunidense. Cuide bem dela e use-a.

Com todo meu melhor,

Gregory Alan Reed III, PhD

E não é que Emy encontrou um par de luvas bicolores e começou a usá-las!

Assim, para fazer uma América melhor, Emanuelle, usando suas luvas bicolores de cetim, começou a fazer o primeiro de seus pedidos: consertar o pneu de seu carro. Ela bateu palmas três vezes e… um milagre rolou: suas luvas iluminaram, enquanto emanavam-se a aura das mesmas cores das luvas e o pedido foi atendido! Ryan, Alex e Kate ficaram surpreendidos (e de queixo caído), tanto que ficaram felizes com esse fato e por isso apelidaram Emy de "a Mercury dos Estados Unidos" (em homenagem á cantora brasileira Daniela Mercury).

Quer mais?

Em casa, Emanuelle ouviu o celular tocar: era David Slater, amigo e colega de faculdade há seis anos. Ela atendeu o celular e falou com Dave por meia hora. Depois David convidou Emy para uma festa presidencial na Casa Branca, onde a primeira-dama Michelle Obama também estaria presente. A resposta imediata de Emanuelle foi sim, e ela aceitou o convite. Depois de um bate-papo Emy desliga o celular. E diz a si própria:

Vou dar uma volta ao mundo e vê-lo girar. Mas só quando os EUA aplaudir Barack Obama, eu vou sair daqui!

No dia seguinte, uma série de milagres rolou pelo resto do dia antes da festa: Emanuelle, ainda de luvas que ela usa, prendeu o mesmo criminoso (aquele que foi mencionado no bilhete que Gregory tinha deixado no dia anterior) que matou a namorada do Gregory, impediu o tumulto nas ruas com o auxílio da Tropa de Choque (e ninguém saiu ferido), salvou a vida de um senhor de 89 anos (o nome dele era Buzz e estava atravessando a rua fora da faixa quando Emy o salvou), salvou a vida de um cachorro de raça beagle, deu um murro nos bandidos que carregavam drogas (e a polícia conseguiu prender os bandidos!) e até consertou dois pneus de cada dois carros de uma vez só! Por causa de seu heroísmo, o Prefeito de Washington a nomeou Primeira-Heroína Nacional.

Depois disso tudo - e mais tarde naquela noite no baile do Salão da Casa Branca - Emanuelle é bem recebida pelos seus amigos Ryan, Alex e Kate, mais David Slater, a banda White Race Band (Lance Jones, William Nabukov e Kyle Horgan), o presidente Barack Obama, a Primeira-Dama Michelle Obama e os convidados presentes. Ryan diz a Emy: "Tá esquecendo de uma coisa?" A resposta de Emy foi: "Vou dar uma melhorada." Não demorou muito e Emy transformou uma festa comum numa festa americana! Todos ficaram felizes e a Primeira-Dama Michelle Obama nomeou Emanuelle McKay "Embaixatriz do Milagre Americano". E a América aplaudiu Emanuelle e seus desejos já realizados (e eles também).





Baixar audiolivro em Mp3 pelo 4shared


Baixar audiolivro em Mp3 pelo Mediafire


Trívia:


 

 
Este conto/tema livre (criado e escrito a partir do rascunho datado de 20 de outubro de 1994) introduz Emanuelle McKay (uma estadunidense inspirada na cantora brasileira Daniela Mercury), Ryan McThomas, Alex Bevan, Kate Selsby e David Slater, além de duas personalidades importantes da vida real: o Presidente americano Barack Obama e a primeira-dama Michelle Obama.
 

 

 
 
Este mesmo conto/tema livre introduz também a banda White Race Band (Lance Jones, William Nabukov e Kyle Horgan). Três dos sete integrantes (que eram Will, Derek e Kenneth no rascunho original) aparecem pela primeira vez neste conto. Como se sabe, o tema livre White Race Band: Os Reis da D.A.Y. foi escrito no dia 30 de abril de 1994, e mostrava sete integrantes da banda em busca do sucesso. O tema livre foi engavetado em 1996 e de resto, só três personagens sobreviveram e permaneceram intactos até este ano, 2013. White Race Band: Os Reis da D.A.Y. é hoje um tema-livre natimorto.
 


 



 


 
 
Emanuelle McKay (primeira foto no topo) raramente veste um preto básico (três seguintes fotos acima), de preferência um vestido sem manga, regata, frente-única ou tomara-que-caia, quer seja clássico, esportivo, alternativo ou descontraído.
 

 



 

 
 
As luvas bicolores de cetim vermelho no braço direito e azul royal no braço esquerdo que Emanuelle usa...
 

 

 
 
...são as mesmas usadas por Daniela Mercury nos anos 90.
 
Louis Springton é o único personagem de Heart2heart: A Esperança Heroica a não aparecer neste conto/tema livre.
 
A frase dita (e parafraseada) por Emanuelle McKay, Vou dar uma volta ao mundo e vê-lo girar. Mas só quando os EUA aplaudir Barack Obama, eu vou sair daqui!, é inspirada e baseada no refrão oriundo do hit de 1992, "Crença e Fé", na interpretação de Daniela Mercury. Veja no You Tube: