segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Mimi: Totalmente Mimi


Amsterdã, Holanda, primavera de 2735.

Nos anos 2730 do Século 28 (dois anos depois do Trânsito de Vênus e menos de 780 anos depois da fundação da União Europeia), vive na região campestre de Amsterdã uma garota de seus 20 anos, chamada Mimi van der Meer. Mimi é filha de Gustav e Nina (que foram mortos pelos alfa-carinenses dois anos antes) e neta de Voicer van der Meer, que dá todo o carinho possível e adora ouvir Mimi cantar umas canções melodiosas. Em uma das barracas de laranja, a mais famosa de Amsterdã, enquanto Mimi compra uma dúzia de laranjas (na Holanda, a laranja é o símbolo do povo holandês, por isso o termo "terra da laranja" e a cor alaranjada é a favorita dos holandeses) pra fazer suco em casa, Mimi canta com doçura uma música que diz:

As laranjas são deliciosas,
Porque nosso povo holandês gostam dela e nós dela degustamos.
É inspiradora,
É puro sabor,
Porque quão gostosas são nossas laranjas.
Enriquecida em vitamina C,
A laranja é a fruta neerlandesa que
Quanto mais eu provo,
Mais me deixa enriquecida.


Todas as noites antes de dormir - e às vésperas de ser uma cantora lírica - Mimi olha para uma estrela e faz um pedido a ela:

Estrela do céu noturno,
Eu quero muito ser cantora melódica.
Quero cantar canções ao lado do coral misto
E grande orquestra sinfônica
A fim de me fazer feliz
E me sentir como num sonho a ser convertido em realidade.
Aonde eu estiver, por onde eu andar e não importa o que vá acontecer,
Uma nova canção eu cantarei.


No dia seguinte, Mimi vai á casa de Lincoln van der Ganymed (morto a tiro de um feiser por um bandido remano em 2734 aos 57 anos). Lincoln era um antigo regente da orquestra e coral e amigo de Voicer e de Mimi, mas em virtude de sua morte acidental na frente da batalha interplanetária, Lincoln foi substituído pelo seu sucessor, Zak van der Maart, de 25 anos. Zak parece ser um homem ideal pra Mimi. Então Zak ensina Mimi a cantar uma quantidade de canções que será apresentada ao vivo no auditório da estação orbital Antares 2. A voz angélica de Mimi até chama atenção de todo mundo em Amsterdã (e Zak acha de fato que Mimi é uma excelente cantora)!

Quando volta pra casa, Mimi é conduzida por sua colega e melhor amiga de longa data, Plasmid Aurania, da colônia terrestre do planeta Júpiter, a 18 meses-luz de distância daqui do nosso planeta e então Mimi canta uma canção para seu avô Voicer:

Lindo sonho azul, vasto universo
Onde as estrelas brilham no infinito
Além da norma, uma espaçonave
Viaja através da galáxia.
Lindo mundo verde, verdejante
Nossa Terra tem tanta esperança
No céu há uma estrela radiante
Que brilha como a força cósmica.
Será que existe um sonho azul em pleno cosmos?
Ou será apenas um sonho meu?







Voicer ficou feliz com a voz de Mimi.

Três meses depois, ocorre uma facção: seu avô Voicer está com aneurisma renal (os médicos descobriram a doença). Mas Mimi avisa ao seu avô - e lhe promete - que Voicer comparecerá na Estação Orbital Antares II para ver Mimi cantar - amanhã às 20:00 (21:00 HCU). Enquanto Mimi vai para casa em Amsterdã, Voicer, mesmo contendo a tristeza em seus olhos cheios de lágrimas, diz a si próprio:

Os pássaros voam em pleno céu,
Por que não a nave voar em pleno cosmos
Onde existem estrelas, galáxias, tudo?
Quando os pássaros voam no infinito,
O sol brilha com mais intensidade.
Quando os pássaros cantam,
Assim será o mesmo com minha neta:
Ela canta na vastidão do infinito,
Onde as estrelas vão brilhandndo
[…]
Como eu queria cantar também, mas tenho 70 anos e sei que estou com minha saúde em estado crítico.



E na casa de Zak (que era do Sr. Van der Ganymed), tudo vai bem até que Mimi convence Zak a passear pelas margens do rio Reno (e Plasmid concorda com os dois).

Mais tarde naquela noite, às margens do rio Reno ("Rajn" em romanche), Zak e Mimi olham para a lua e as estrelas do céu. Mal continua a conversa entre ambos, Zak começa a se apaixonar por Mimi e depois ele diz a Mimi as seguintes palavras:

Ao soltar a voz suave e meio que lírica,
O que deseja na sua vida é realizar seu desejo.
E Mimi prossegue:

Quero cantar para todo o universo. O que acha disso?




 


E Zak conclui:

Quando tudo de bom acontece,
Gostamos de tudo do bom e do melhor. Creia nisso.







Na noite seguinte, no Espaçoporto de Amsterdã, Mimi, Voicer, Plasmid e Zak vão direto á Estação Orbital Antares II a bordo da nave auxiliar. Ao chegar lá na estação orbital, Mimi e seus amigos são bem recebidos por Vektor Karidian, amigo de Mimi, Plasmid e do resto de todos. Depois do ensaio final, Mimi entra no palco, canta 15 canções de seu repertório e, no final do concerto, é aplaudida de pé por Voicer, Zak, Vektor e Plasmid e toda a plateia vinda de vários países e de vários planetas.

Depois do concerto, Mimi e o resto voltam a Terra, para a capital holandesa de Amsterdã, mas temendo um ataque dos remanos contra a cidadezinha de Roterdã onde Voicer nasceu, fogem para as margens do rio Reno. Ao chegarem lá, Voicer é assassinado por um remano. Mimi pede a Plasmid, Zak e Vektor avisar a polícia holandesa e a Interpol para prender o remano que matou seu avô. Enquanto eles agem, Mimi está quase sem família. Começa a tentar salvar (sem conseguir) a vida de seu avô Voicer, que diz para Mimi suas últimas palavras:

Você tem o dom de cantar.
Essa melodia que você tem é duradoura.
Eu sempre te amei e vou te amar, como seu avô querido que você tanto ama.
Mimi, cuide de tudo por…







Voicer van der Meer morre aos 70 anos (ele nasceu em 2664 do Século 27, 18 meses depois da tripla conjunção Marte-Saturno) em Amsterdã. Mimi, Plasmid, Zak e Vektor velam o corpo de Voicer enquanto choram a morte dele. Desesperada pela morte de seu avô Voicer e por não tê-lo devolvido á vida, organizou o funeral de seu avô: o corpo de Voicer, no fim do funeral, é colocado no caixão transparente, que é jogado no fundo do rio Reno. Foi quando um parente de Mimi, Theo van der Meer, discursou:

Aos 34 anos de idade, Tristan se tornou pai de Voicer. Depois que nosso avô Voicer nasceu em 2664, ele viveu mais 40 anos. Ao todo, ele viveu 80 anos e, depois, morreu.






Aos 22 anos de idade, Voicer teve Gustav, Irina e a mim. Depois que nosso pai Gustav nasceu em 2686, ele viveu mais 48 anos. Ao todo, Voicer viveu 70 anos e, depois, morreu hoje cedo.

Aos 29 anos, Gustav, falecido em 2733, teve Mimi, Ian, Anna e Tiberius, que estão aqui presentes hoje.


Para superar a morte (e a perda) de seu avô, Mimi cumpre a promessa dele: dois meses depois, Mimi casa-se com Zak às margens do rio Reno e, nove meses depois, tem dois filhos gêmeos, Keira e Qom van der Meer. Ao mesmo tempo, volta a cantar para muita gente em Amsterdã e também no resto do mundo com sua doce melodia.

Superei os obstáculos e hoje sou feliz.
E agora eu vivo para cantar.




 
 
 

 
 
 
 
 
 

Trívia:


A concepção do conto Mimi: Totalmente Mimi começou no inverno de 1994 quando criei a personagem Mimi, mais outros personagens regulares: Royser (que sobreviveu até a versão recentemente revisada e reescrita de 2013, quando tornou-se Voicer), Zak e Plasmind Aurania (recém-rebatizada Plasmid, sem o penúltimo "n"). Vektor só foi criado recentemente, 19 anos depois do rascunho ficar pronto. Ainda durante o projeto, escolhi a Holanda como um país nos confins da União Europeia que serviu de base para um enredo que se passa na capital holandesa de Amsterdã do futuro (Século 28) e que tivesse um clima musical ao estilo The Sound of Music (filme de 1965, vencedor de 5 Academy Awards). O rascunho foi escrito e concluído em 20 de setembro de 1994, as vésperas do início da primavera daquele mesmo ano.


 






 



 


Mimi: Totalmente Mimi se passa na Holanda do Século 28, 745 anos depois do início da era da Internet em 1990 do Século 20, 722 anos depois do nascimento de Zefram Cochrane em 2013 deste Século, 590 anos depois da viagem inaugural da nave Enterprise NCC-1701 em 2245 do Século 23 e aproximadamente 344 anos depois do descongelamento do astronauta da NASA, William Buck Rogers, da criogenia em 2491 do Século 25.




Mimi van der Meer, de 20 anos de idade (ela nasceu em 2715), é uma cantora lírica que tem um dom de cantar baladas, seja nos concertos em vários lugares, seja em órbita do nosso planeta, não importa o lugar. Ela tem muito orgulho da Holanda, seu país natal, e veste roupas alternativas (sejam típicas ou não) quando está de folga.

Os outros personagens:



- Voicer van der Meer, avô carinhoso de Mimi;

 



- Zak van der Maart, regente da orquestra e futuro marido fiel de Mimi, depois que Voicer é morto por um remano;

 



- Plasmid Aurania, nascida na colônia terrestre do planeta Júpiter, a 18 meses-luz de nosso planeta;



- Vektor Karidian, nascido na colônia terrestre de Reia, satélite natural do planeta Saturno, a sete anos-luz de distância do nosso planeta Terra.



Os nomes Vektor e Plasmid foram extraídos dos protagonistas do telefilme britânico O Jardim Galáctico (The Galactic Garden, 1985), produzida pela BBC de Bristol, Inglaterra. Não por acaso, ambos os casais chamam-se Vektor e Plasmid. Ao contrário do Vektor e da Plasmid do Jardim Galáctico, porém, que ficam maravilhados com um novo mundo de um jardim surbubano a bordo de uma semente em forma de casulo espacial, o Vektor e a Plasmid de Mimi são muito amigos dos holandeses e do resto de todo mundo em qualquer lugar onde quer que vão.

Dos nove poemas da minha autoria escritos para este conto (e originalmente incluído no meu rascunho), cinco foram escolhidos e depois alterados e aprimorados. Além disso, foram acrescentados mais três novos poemas. São estes:
I. As Laranjas
II. Estrela do Céu Noturno
III. Lindo Sonho Azul
IV. Monólogo de Voicer (Os Pássaros Voam em Pleno Céu)
V. Zak e Mimi (Algo Bom)
VI. Últimas Palavras de Voicer
VII. Van der Meer
VIII. Epílogo de Mimi (Vivo Para Cantar)


 



Para o cenário holandês ficar com a cara da Holanda do Século 28, foram acrescentados prédios, torres e megaconstruções futuristas com design pós-ultramoderno, mais avançado e futurístico (menos a cidade encapsulada em forma de domo) para parecer fotorealista.

 

(Reparou no vestido de gala laranja de Mimi? Ela usa!)


 


(O macacão em tons de azul com detalhe vermelho que o Zak veste é o mesmo usado pelo personagem de Bill Shatner, Capitão Kirk, do longa "Jornada III", de 1984. Os dois outros modelos pro Voicer a seguir são iguais aos dois modelos usados dos filmes "Jornada II", "III" e "IV".)

 


 


 



As roupas do Século 28 - dos macacões e conjuntos colantes aos vestidos ora longos e esvoaçantes, ora curtos e justinhos - remetem às roupas dos anos 2270 do Século 23 aos anos 2490 do Século 25 (elas já estão sendo previstas).









A cor laranja também simboliza a Holanda porque os holandeses usam muito essa cor e ela está presente também nos desenhos gráficos em tons de laranja. Essa cor representa a energia, já que é a segunda cor do arco-íris, bem como a cor vinda da laranja, a fruta cítrica holandesa exportada para vários países internacionais, inclusive aqui. Ainda na Holanda, a cor laranja representa Willem van Oranje (Príncipe de Orange), que fez a Prinsenvlag (Bandeira do Príncipe), na qual se baseia a moderna bandeira dos Países Baixos.



A imagem da estação orbital Antares II é, na verdade, uma imagem da Estação Espacial Internacional cuja foto foi tirada de uma das naves da NASA.