sexta-feira, 12 de abril de 2013

O Pássaro Imortal


Na terra paradisíaca de Fênix, onde as ninfas brincam na água do lago, irradiam cristais de rocha transparentes e quartzos rosa por todos os lados do jardim florido e onde tem santuários de pássaros brancos imortais - localizada a 7 quilômetros distante dos Campos Elíseos, existe um pássaro imortal que tem a vida eterna. Ele sobrevoava o universo para trazer vida aos planetas que foram destruídos pelo Mess às suas experiências mutantes. E sobrevoa o mundo para trazer vida aos países vitimados da destruição causados pela guerra. E ele irradia a luz da vida eterna. Ele emana a luz da vida eterna que traz de volta a vida a fauna, a flora e a humanidade e enriquece o reino mineral de uma maneira positiva. Seu canto melódico traz amor, paz, harmonia e plenitude. É o símbolo da imortalidade que, se você encontrá-lo com seu coração, Kara, você vai obtê-lo e ele vai te trazer muita longevidade.
 

Assim são as palavras carinhosas de sua mãe, Hedda Montgomery, que foram ditas por sua filha, Kara, na época com 12 anos e pronta a cumprir a promessa de sua mãe. Kara via, da janela de sua casa em New England, um pássaro branco, voando pelo céu azul e sobrevoando a praia, num dia ensolarado. Kara então vai até a praia, corre atrás do pássaro e sorri sob o sol.

Dez anos se passaram. Kara de menina pré-adolescente cresceu e virou uma mulher adulta. Seu pai Douglas já havia morrido em New England. Antes de morrer, Hedda presenteia sua filha Kara com o pingente do pássaro branco enfeitado com quartzo rosa, pérola e diamantes para que lhe desse sorte e lhe trouxesse bênçãos divinas. Uma semana depois, Hedda morre. Kara Montgomery está com 22 anos e vê novamente no céu o pássaro sobrevoando a praia. Kara vai em direção ao jardim e descobre o portal de acesso até ao lugar aonde vai buscar o pássaro. Entra pelo portal, saindo de New England e entrando pela terra paradisíaca de Fênix, um lugar cheio de jardim florido imenso, nupcial e feérico, sobre o qual não demoram a se levantar os primeiros raios de sol. Brilha-se o orvalho, flores se abrem, o vento murmura nas folhas, vagalumes cor-de-rosa sobrevoam, pássaros voam e inundam o espaço com os primeiros êxtases de suas canções acerca do sol e da vida. Em toda parte, há formas angélicas trajando vestes luminosas de matizes suaves e no lago azul, há ninfas brincando e se divertindo. Mais adiante, está o santuário de pássaros brancos, com contrastes de rosa-pálido e prateado luminoso, situado entre o jardim e o bosque. Da pra ver também o céu azul com matizes rosa e violeta. E há cristais de rocha e quartos rosa por toda a parte! Kara fica deslumbrada, estupenda e encantada com o que se vê. Ao caminhar pela terra tão encantada, Kara recebe a visita de Lira, uma dos habitantes do jardim desse lugar. Então Kara pergunta a Lira: "Sabe onde está o pássaro imortal?" E Lira responde: "No santuário dos pássaros imortais. Lá você consegue pegar um e levá-lo para seu mundo, para sua casa." Então Kara vai pelo atalho da floresta da paz e entra no santuário de pássaros imortais, similares a fênix, só que brancos. Kara ouve o canto de cada pássaro, e começa a cantar liricamente e dançar de tanta alegria! E ela mal conteve a alegria: Kara finalmente achou o pássaro imortal! E ela pegou a ave e Kara foi saindo do santuário com o pássaro no braço, segurando-o com cuidado, correndo, fazendo um tour (junto com o pássaro, que voa) pela floresta da paz, em torno do lago das ninfas e finalmente chegando ao imenso jardim. Kara pega de novo o pássaro e atravessa o mesmo portal, dessa vez saindo da terra paradisíaca de Fênix para o mundo real, de volta a New England, onde Kara mora. Chegando em casa no canto externo, Kara encontra Miran (Alan Miranda, seu amigo há seis meses) e mostra o pássaro imortal e o pingente. Miran gostou e Kara e Miran vão se divertir com o pássaro imortal em plena praia. O pássaro imortal sobrevoa então a praia e a vários lugares, espalhando pelo mundo a luz da imortalidade.





Baixar audiolivro em Mp3 pelo 4shared


Baixar audiolivro em Mp3 pelo Mediafire



Trívia:

O Pássaro Imortal se passa 27 anos após os eventos da série super sentai Choushinsei Flashman e, obviamente, tem novos personagens (uma delas é Kara), um lugar na costa leste dos EUA e um lugar encantado cheio de cristais, ninfas, seres angélicos e um santuário de pássaros - a terra paradisíaca de Fênix.

Este conto tem premissas inspiradas no 22º episódio de Choushinsei Flashman, "SOS! Fênix!", também chamado "O Pássaro Imortal" (SOS! 不死鳥! Esu Ō Esu! Fushichō!), de Michiru Shimada (e dirigido por Takao Nagaishi) em que Jin, Dai, Bun, Sara e Lou têm que ir a Namegawa Island para salvar o pássaro imortal das garras do The Argos e a gangue de Mess também para que o pássaro voe são e salvo.
Eis a sinopse (veja também o vídeo no YouTube):


O Pássaro Imortal é um pássaro de vida eterna que voa por todo o universo, trazendo de volta a vida nos planetas que tiveram tudo destruído por Mess nas experiências mutantes. O novo plano de Mess é pegar as Biomoléculas do Pássaro Imortal e fazer uma mutação que será eterna graças a elas, para que ninguém no universo possa com eles. E assim, ordena o Monstro Guerreiro The Hargos a pegar o Pássaro Imortal. Os Flashman vêem o Pássaro Imortal caindo na Terra e se preocupam. Jin tenta fazer contato e o Pássaro Imortal pede ajuda a eles, pois o monstro está perseguindo ele. Dai descobre onde o pássaro desapareceu e os Flashman vão procurá-lo e protegê-lo. Pelo radar do Ministério da Defesa, um corpo luminoso caiu na Ilha de Namegawa. Mag pesquisou sobre o Pássaro Imortal e descobriu que ele se transforma em vários pássaros, podendo assim, se ocultar e se esconder de Mess. The Hargos descobre o Pássaro, que acaba se transformando em outro pássaro e foge, deixando uma pena suja de sangue para os Flashman encontrarem. Os Flashman ficam perdidos, pois há muitos pássaros na região. Jin diz que se ele souber que eles são os Flashman ele pedirá ajuda. E eles começam a falar com todos os pássaros na esperança que ele responda. Jin encontra a pena de sangue e diz pra se apressarem. Ley Wanda e Ley Nefel os observam. Jin acaba encontrando o Pássaro Imortal e nesse momento, o Monstro The Hargos também aparece. Jin pede para o Pássaro Imortal fugir. Começa a luta com o Monstro pela defesa do Pássaro Imortal. The Hargos usa o telemovimento para atacar. Green Flash e Red Flash se agarram nele e somem também, se transportando junto com ele para vários lugares. Os outros 3 consaeguem acha-los e a luta recomeça outra vez. Ley Wanda chega para segurar os Flashman e manda The Hargos ir atrás de Ley Nefel que achou o Pássaro Imortal na praia. Red Flash vai atrás dele e os outros seguram Wolk e Kilt. Ao chegar numa caverna, Jin é preso por The Hargos e Ley Nefel, que armou uma cilada para matar Jin. Jin ouve a voz do Pássaro Imortal, pedindo que ele o salve. Enquanto isso, os outros procuram por Jin e dão de cara com Ley Nefel e Ley Wanda, que dizem que Jin está morto. Eles são atacados e jogados dentro do mar. The Hargos encontra o Pássaro Imortal, mas os 4 Flashman chegam e tentam impedir, mas não conseguem. Red Flash aparece e surpreende todos, salvando o Pássaro. Ele diz que protegerá o Pássaro até o fim. Outra luta se inicia. Red Flash e o Pássaro Imortal são protegidos pelos outros. Pink Flash vai soltar o Pássaro Imortal em um lugar seguro, pedindo que ele voe com todas as forças que lhe restam. E o Pássaro se vai agradecendo. Red Flash usa o Trovão de Fogo (Fire Thunder) em The Hargos e os Flashman o destroem com Rolling Vulcan. Kuraagen chega e o aumenta; Star Condor é chamado e Flash King montado. Flash King tem uma luta difícil por causa do telemovimento, mas paralisa The Hargos com o King Beam e o destroi com Super Cosmo Flash (usando o Cosmo Sword). No fim, os Flashman avistam o Pássaro Imortal, que os agradece por tudo e se vai. Os Flashman se sentem satisfeitos por ter protegido um ser que ajuda as vítimas das maldades do Império Reconstrutivo de Experimento Mess.
O mesmo episódio foi exibido e reprisado várias vezes durante os anos 90; primeiro na Manchete (e eu assisti inúmeras vezes desde 1990) e depois na Record. (Ver o videoclipe do Pássaro Imortal)


O primeiro conto da minha autoria para o suplemento em meados de 1990, intitulado Sara e o Pássaro Imortal do Planeta Yuma, foi um fracasso no fim de 1990. Ele falava de uma garota que gostava de pássaros líricos e os apreciava muito. Com o fracasso daquele conto que criei em meados de 1990 (por motivos pessoais), o rascunho e o desenho se perderam no lixo no início de 1991.

No fim de abril de 1995, eu decidi criar um novo conceito e um novo conto. Para recuperar o projeto há 4 anos perdido, surgiu a ideia de trazer o pássaro imortal e novos personagens num novo conto: O Pássaro Imortal.

 



Para enriquecer o cenário da terra paradisíaca de Fênix, coloquei o jardim imenso e florido, a floresta da paz, o santuário de pássaros, o lago cristalino, ninfas, seres angélicos e uma infinidade de pássaros imortais. O enredo fui eu que adicionei para o rascunho e posteriormente para o conto. O rascunho foi completo em 22 de maio de 2005.

Entre os personagens, destacamos:

- Kara Montgomery, uma garota loura de 22 anos que aprecia uma ave canora, de preferência um pássaro branco. Para cumprir a promessa de sua mãe Hedda (falecida uma semana e 3 dias antes), Kara vai a uma terra encantada, encontra o pássaro imortal e consegue trazê-lo de volta. Para criar Kara Montgomery (e recriá-la), peguei uma inspiração na personagem Kara Zor-El (trajando um longo vestido branco com azul) no filme Supermoça (Supergirl, 1984) - e do universo Donner, de preferência - , refiz alguns detalhes e lá está Kara, linda e radiante.

- Miran, amigo de Kara há seis meses e futuro namorado, é um vizinho que também mora em New England (seu nome verdadeiro é Alan Miranda). Criei Miran - em homenagem ao irmão de Sara, oriundo do 21º episódio de Flashman, "Triste Sara" (悲しみのサラ Kanashimi no Sara) - dei uns toques nele e aí está Miran, tão elegante quanto o ator neozelandês Karl Urban.

Dos personagens regulares que acompanham Kara, Miran e o pássaro imortal, a fada Aurora, Light e Dwayneson (o alter-ego de Miran) foram eliminados deste conto e Hedda ficou.

Combinado a ideias do primeiro conto para o suplemento com o "Pássaro Imortal" de Flashman e mais Kara e Miran (oriundos de outras seguintes premissas de cada um), o conto O Pássaro Imortal é também uma spinoff daquele 22º segmento da mesma série super sentai citada acima, só que ambientado na costa leste dos States. Fiz umas alterações no texto para atualizar e aprimorar o enredo (e especialmente para o livro Contos e Temas Livres) para melhor o leitor ler e se distrair.

Para apreciá-lo, resolvi postar a versão Instagram do frame digitalmente colorizado e restaurado do pássaro imortal pra você curtir (e são dois)! Espero que gostem também!