segunda-feira, 11 de maio de 2015

"I Love You"

Vamos falar do lançamento antecipado da canção I Love You, que fiz pro Dia dos Namorados em junho:

O cantautor japonês Yutaka Ozaki compôs e gravou I love you em 1983 para o álbum de estreia Jū-nana-sai no Chizu (O mapa de dezessete anos de idade, 1983). A música só foi sucesso em 1991 (quando lançado em CD), tanto que no mesmo ano a cantautora estadunidense Deborah Gibson regravou a sua versão anglófona para I love you, que fez sucesso mais ainda. Yutaka, infelizmente, faleceu em abril de 1992 aos 26 anos. Ainda assim várias versões foram feitas até agora. Em 2005, o cantor japonês Kiyoshi Hikawa apresentou I Love You (composição de Yutaka Ozaki) e sua apresentação no Kiyoshi Kono Yoru foi bem sucedida que, em março de 2015, Kiyoshi repetiu a dose: apresentouI Love You, dessa vez ao vivo no KayōConcert (NHK Hall) e a performance dele foi bem vista por milhões de telespectadores. De acordo com o blogueiro J-Canuck do blog Kayōkyoku Plus, Yutaka Ozaki não está mais entre nós, mas é ótimo que haja artistas como Kiyoshi Hikawa que continuam prestando homenagem à ele. Como sou fã brasileira (e sul-americana) de Kiyoshi Hikawa, tenho a oportunidade de cantar a canção romântica, só que anglófona (a mesma que Debbie tinha feito), de todo o coração pra vocês. 

I LOVE YOU
Letra e música: Yutaka Ozaki
Versão anglófona: Deborah Gibson

I Love You 
I don't want to hear a sad ballad tonight 
Amidst the stormy weather 
I Love You 
We have run away for caresses in the night 
Coming to life 

It's not like we were handed everything on a silver platter 
Nothing but two stray cats shaking in the dark 
Raking through the leaves and looking for a place just a little bit better 
Flickering our eyes in the thick of the night, following the sparks 
(Ooo-ooo-oooh)

I've got to tell you now my darling as we hold each other upon 
The creaking woodenboards that we rest our bodies on 
If we just close our eyes together now that will get us through somehow 
That our love won't scar from 
any sad song they sing 
Or the troubles they bring 

 I love you 
There are secrets into young and frail lovers 
Too young and frail to ever be touched 
I love you 
How could we ever hope to find each other 
The way we live today?

Dreaming of a love that wraps itself around everything 
Dreaming of it only to have them clip our wings 
All of the times that you ask: "Do you love me with all of your hear?" 
How, if I ever took my love amay It would just tear you apart 
(Ooo-ooo-oooh)  

I've got to tell you now my darling as we hold each other upon 
The creaking woodenboards that we rest our bodies on 
If we just close our eyes together now that will get us through somehow 
That our love won't scar from 
any sad song they sing 
Or the troubles they bring 

 If we just close our eyes together now that will get us through somehow 
That our love won't scar from 
any sad song they sing 
Or the troubles they bring 
(Mmm-mm-mm-mmmm)



"I Love You" (Bonus track para os EUA e Japão, Dia dos Namorados no Brasil e K-Mart)




P.S.: Enquanto espera o meu clipe da canção I Love You, assista Deborah Gibson cantando a mesma canção de Yutaka Ozaki (Kiyoshi Hikawa regravou ela duas vezes!), com versão anglófona da própria!