sábado, 23 de janeiro de 2016

Azul da cor do mar: o que "Abayo" e "Otokobana" (hits de Kiyoshi Hikawa) têm em comum?

Você sabia que os 2 CD-singles têm o azul e o vermelho, como os do cantor japonês Kiyoshi Hikawa? O azul representa a brisa do mar e o vermelho representa o fogo, a chama (para cada tipo de tema). Recentemente um único single com as músicas "Itoshi no Te Quiero" (representando o vermelho ígneo) e "Otokobana" (representando o azul da cor do mar) fez um maior sucesso no Japão, só que com dois temas diferentes! Das 2 cores, escolhi o azul como a cor do mar para representar a brisa do oceano e o sereismo náutico e encantador, especialmente para vocês. Eis aqui duas músicas de Kiyoshi Hikawa com os mesmos tons de azul, mas com temas diferentes, que eu mesma selecionei.

ABAYO
Título traduzido: "Te vejo lá!"
Letra: Yurio Matsui (mas o crédito menciona "Toshiya Niitani") 
Música: Yasutaroh To
Lançamento: 9 de maio de 2007 (junto com outro CD-single "Kiyoshi no Sōran Bushi") 

"Abayo" (Te vejo lá!) fala de um homem que pega o navio e, de lágrimas nos olhos, deixa sua namorada sozinha e vai embora para outra cidade costeira, sabendo que "se não fosse grito de vitória que vem da brisa do mar, seria algo invencível". Bem no clipe da canção, Kiyoshi veste roupas de marujo (branca com azul-turquesa), a bordo do navio em alto mar, com sequências espetaculares e náuticas dentro e fora do navio (o clipe levou o dia inteiro para ser filmado, mas às pressas, porque Kiyoshi teve que filmar o clipe seguinte, "Kiyoshi no Sōran Bushi"). A tonalidade de azul predomina desde o cenário do navio até a paisagem do mar, o que "Abayo" representa "a brisa do oceano que envolve o marujo que chega ao porto depois de viajar muito mar afora". A música ficou em 2º lugar na Oricon Charts durante algumas semanas.

OTOKOBANA
Título traduzido: "Beleza cavalheiresca"
Letra: Akira Umehara (versado com Hiroko Umefuji)
Música: Akira Umehara
Lançamento: 8 de julho de 2015 (versão do álbum); 29 de setembro de 2015 (versão do single; lançado num só single junto com "Itoshi no Te Quiero")

Composição de Akira Umehara, "Otokobana" (Beleza cavalheiresca) se trata de uma canção rítmica (misto de enka com rhythm-kayō) em que o cantautor aproveita a brisa do mar e o balanço das ondas, mostra que ele é corajoso e cheio de atitudes enfrentando a ressaca marinha e revela em si próprio a beleza cavalheiresca (daí o nome "Otokobana"). Na primeira versão do clipe e da música, Kiyoshi Hikawa, junto ao mar, veste um conjunto azul-royal com preto com capas esvoaçantes da mesma cor e usando ou não um microfone na mão (a versão do álbum foi gravada em maio de 2015) e a música fez sucesso entre seus fãs que ela queria que fosse um single - o que de fato, foi lançada como CD-single dois meses depois. Na segunda versão definitiva do clipe e da música, vemos o mesmo Kiyoshi na mesma praia rochosa junto ao mar, dessa vez, porém, vestindo duas roupas diferentes para cada cena: a roupa idêntica à da capa do C-Type do CD-single com as 2 músicas e a roupa preto básico com colete metálico prateado e uma capa esvoaçante preta (o clipe levou dois dias pra ser filmado 100% em locação na praia, enquanto a versão original do clipe foi filmada 20% em estúdio e 80% em locação na praia) e, a partir da versão do single, o terceiro verso foi acrescentado. (A versão do single foi gravada no fim de agosto de 2015, visto sendo a "versão definitiva" da música.) Contrário a música "Otokobune" da cantora Mika Shin'no (lançada em abril de 1985, 30 anos antes do oposto), a música "Otokobana" é cheia de sereismo e muita sensação positiva (conforme disse Kiyoshi, cujo artigo eu vou postar mais adiante), graças às cenas espetaculares, paisagens costeiras e litorâneas junto ao mar e uma belíssima fotografia digital, além de um lindo cenário estonteante do mar. "Otokobana" permaneceu em 1º lugar na Oricon Charts durante três meses.

Não por acaso, ambas as músicas "Abayo" e "Otokobana" têm as mesmas tonalidades de azul. Enquanto "Abayo" tem como tema o romantismo náutico, "Otokobana" tem o sereismo como temática. Por isso "Abayo" e "Otokobana" têm em comum.