sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Frase da semana: "Paixão pelo Mar" (Sea Fever)



PAIXÃO PELO MAR
John Masefield

Tradução livre

Preciso lançar-me aos mares novamente,
ao mar solitário e o céu,
e tudo o que peço é uma nave e uma estrela para me guiar,
e a força da roda do leme e a canção do vento e a vela branca se agitando,
e uma bruma cinza na superfície do mar e um alvorecer cinzento.

Preciso lançar-me aos mares novamente,
pois o chamado da maré é feroz
e um claro chamado que não deve ser ignorado;
e tudo o que peço é um dia com vento com as nuvens brancas passando,
e as gotículas arremessadas e a espuma soprada, e o som das gaivotas.

Preciso lançar-me aos mares novamente,
Para a vida errante, nômade, como a da da gaivota, da baleia
onde o vento é como uma faca afiada;
e tudo o que peço é a história divertida de um companheiro risonho,
e um sono tranqüilo e bons sonhos quando a longa brincadeira terminar.

SEA FEVER


I must go down to the seas again,
to the lonely sea and the sky,
and all I ask is a tall ship and a star to steer her by,
and the wheel's kick and the wind's song and the white sail's shaking,
and a grey mist on the sea's face and a grey dawn breaking.
 
I must go down to the seas again,
for the call of the running tide is a wild call
and a clear call that may not be denied;
and all I ask is a windy day with the white clouds flying,
and the flung spray and the blown spume, and the sea-gulls crying.


I must go down to the seas again,
to the vagrant gypsy life, to the gull's way and the whale's way
where the wind's like a whetted knife;
and all I ask is a merry yarn from a laughing fellow-rover,
and quiet sleep and a sweet dream when the long trick's over.


Sea Fever (Paixão pelo Mar), com música de Tom Roush




Baixar Mp3 pelo Mediafire